Homem que matou a sogra em Alcântara é preso após ser condenado a 13 anos de reclusão

outubro 04, 2019 0


Policiais da Delegacia de Bequimão, a 83 km de São Luís, deram cumprimento, na tarde desta quarta-feira (02), ao mandado de prisão decorrente de sentença condenatória em desfavor de Juvêncio Araújo, conhecido como “Jairzinho”.

No dia 13 de outubro de 2006, ele matou a sogra, Maria Lúcia Pereira Cruz, a golpes de facão. O crime ocorreu no povoado Castelo, em Alcântara, após uma discussão.

Pelo crime, Juvêncio foi pronunciado a júri como incurso nas penas do artigo 121, caput, do Código Penal. No dia 15 de maio de 2018, ele foi condenado a 13 anos de reclusão em regime fechado, com pena a ser cumprida no presídio de Pinheiro.

A prisão do assassino ocorreu após o recebimento de informações de que ele estaria residindo no povoado Vila Nova, na zona rural de Bequimão. Ao chegar ao local, os policiais o localizaram em casa e efetuaram a prisão.

Juvêncio Araújo foi encaminhado para o presídio de Pinheiro, onde ficará à disposição da Justiça.

Detalhes do crime

Os desentendimentos se iniciaram entre o assassino e sua companheira, Lucivan Pereira Cruz, porque ela se deslocou à sede do município de Alcântara, a fim de submeter seus filhos a tratamento dentário, deixando-o enciumado.

Ao ver o companheiro descontrolado e portando um facão, Lucivan decidiu pedir ajuda da mãe dele, identificada como Liardina, para que controlasse o filho.

Mesmo assim, Juvêncio terminou matando a sogra após travarem outra discussão.

O golpe de facão, segundo se apurou, teve uma profundidade de 20 centímetros e atingiu artéria e a veia femoral esquerda (coxa esquerda), ocasionando a morte da vítima por hemorragia.

0 Comentarios "Homem que matou a sogra em Alcântara é preso após ser condenado a 13 anos de reclusão"