Maranhão é o 6º estado do país com mais mortes pelo novo coronavírus

abril 28, 2020 0


São Luís é o epicentro do vírus. Tem a maior parte dos casos e está com 94% dos leitos de UTI ocupados, pela segunda vez em menos de uma semana.
Por: PORTAL JG COM O IMPARCIAL
Data de publicação: 27/04/2020 14h06

Maranhão é o sexto estado do Brasil com mais mortes provocadas pelo coronavírus. Último boletim registra que chegamos a 125 mortes. Uma média de três óbitos por dia desde o registro do primeiro caso, em 20 de março.
Os estados com mais mortes são:
São Paulo (1.700);
Rio de Janeiro (645);
Pernambuco (415);
Ceará (327);
Amazonas (304);
Maranhão (125);
Pará (100)
O estado de São Paulo, passou a marca dos 20,7 mil casos confirmados. O número de mortes chegou a 1.700 neste domingo (26), conforme dados da Secretaria estadual de Saúde. O estado representa 40,4% dos óbitos no país.
Em seguida está o Rio de Janeiro, que registrou 645 mortes e 7.111 casos confirmados de coronavírus. Segundo o governo do estado, há ainda 278 óbitos em investigação. A capital contabiliza mais vítimas fatais com 382.
Neste domingo (26), Pernambuco confirmou 391 novos casos e mais 34 mortes provocadas pela Covid-19. O estado contabiliza 4.898 casos confirmados e 415 óbitos causados pela doença. Dos 34 óbitos confirmados ontem, 23 apresentavam comorbidades. Os demais estão sendo investigados.
O estado do Ceará, quarto no ranking nacional em mortes pelo novo coronavírus, registrou 50 novos óbitos só neste domingo, o maior número já registrado em um único dia. O número de mortos chega a 376 6.260 casos confirmados da doença. No Amazonas, mais 198 casos foram registrados ontem. O estado contabiliza 3.833 casos confirmados. Ao todo, 304 pessoas morreram.
O estado com menos mortes é o Mato Grosso do Sul: sete ao todo.
Maranhão
São Luís é o epicentro do vírus. Tem a maior parte dos casos e está com 94% dos leitos de UTI ocupados, pela segunda vez em menos de uma semana. No domingo, dia 19, os leitos de terapia intensiva haviam chegado a 93% de ocupação. Recuaram para 84% no meio da semana. E agora estão com 94% ocupados. O sistema de saúde, portanto, está próximo do colapso.
O Governo do Maranhão anunciou construção de mais 30 leitos no hospital Carlos Macieira e em outros pontos. Nesta semana outros serão entregues.
De acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgados na noite deste domingo (26), ao todo, o estado já registra 125 mortes por Covid-19 e 2.410 estão infectadas pela doença.
Desde os primeiros registros da doença no estado, medidas como fechamento do comércio, aplicação de multas e suspensão das aulas foram adotadas pelo governo do Maranhão como forma de conter o avanço da doença.
Coletiva de imprensa
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante entrevista coletiva, na manhã desta segunda-feira (27), anunciou novas medidas para o combate a pandemia do novo coronavírus no estado.
Além de comentar os números da doença no Maranhão, Flávio Dino voltou a pedir que a população utilize as máscaras no combate a pandemia, algo que passou a ser obrigatório desde o último fim de semana.
Dino anunciou a criação de duas comissões bipartites, nas regiões Metropolitana e Tocantina, para uma maior interatividade entre os estados e municípios.
O governador vai solicitar que as faculdades privadas e públicas do Maranhão, a antecipação da formatura de profissionais da saúde, como determinou o Governo Federal, para o reforço das equipes que estão na frente do combate a Covid-19. Flávio Dino também vai, através de decreto, permitir que médicos que participaram do programa Mais Médico, poderão atuar no estado.
Flávio Dino também anunciou que o Governo do Maranhão seguirá com novas ações para a ampliações de leitos de UTI, principalmente em São Luís. A previsão é a criação de mais 40 leitos de UTI, 20 da rede estadual e 20 no Hospital Universitário, até o fim desta semana. Também confirmou que os leitos do Hospital Português será incorporado a rede estadual.
O governador confirmou a construção, em até 45 dias, um hospital de campanha em São Luís, por conta do crescimento dos casos do novo coronavírus na capital maranhense. A unidade será localizada no Multicenter Sebrae e contará com 200 leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
O governador antecipou que no dia 12 deverá delegar aos prefeitos municipais, para saber se as aulas poderão ser retomadas ou não. Na rede estadual, as aulas devem seguir suspensas. Já nas redes privadas, o governador pediu um entendimento entre pais de alunos e as próprias escolas.
Sobre o comércio não essencial, na Região Metropolitana, o governador disse que, neste momento, estaria mais próximo de um fechamento total (lockdown) do que a reabertura, pelo contínuo crescimento dos casos nas cidades de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.


0 Comentarios "Maranhão é o 6º estado do país com mais mortes pelo novo coronavírus"