Acusado de degolar mulher em Miranda do Norte é absolvido pelo Tribunal do Júri

dezembro 14, 2016 0



Em júri promovido na ultima segunda-feira (12), o Conselho de Sentença decidiu pela absolvição do réu

Maria Claudimery Martins Licar, a Meyre, 41 anos de idade, era mãe de três filhos, avó de dois netos, morava na Av. do Comércio - bairro Santa Cruz - Miranda do Norte. Ela foi morta no dia 1º de maio do corrente ano, por volta das 22h30. Estava sentada em uma cadeira, quando o assassino aproximou-se por trás e desferiu profunda facada no seu pescoço, o que ocasionou sua morte. O acusado foi preso dias depois, ouvido pela polícia, confessou o crime. 

Em júri promovido pela 3ª vara da comarca de Itapecuru-Mirim nessa segunda-feira (12), o Conselho de Sentença decidiu pela absolvição do réu José Luís Ferreira Licar, o "Lili". Ele respondeu pela acusação de homicídio praticado contra Maria Claudimary Martins Licar. Presidiu o julgamento a juíza Laysa de Jesus Martins Mendes, titular da unidade.


De acordo com os autos, o crime se deu no dia 1º de maio do corrente ano, por volta das 22h30, no Povoado Companhia, na zona rural do município (Itapecuru-Mirim). Ainda segundo os autos, na ocasião vítima e acusado encontravam-se em uma festa quando, em determinado momento, Claudimary pediu a José Luís que comprasse uma bebida para ela, pedido atendido pelo acusado.

Consta dos autos que ambos passaram a ingerir a bebida e, quando já se encontravam "bastante bêbados", os dois foram para um local mais escuro, onde começaram a se beijar, ocasião em que a vítima mordeu a boca do denunciado.



Ato contínuo, José Luís empurrou Claudimary, que revidou empurrando o réu, que conseguiu se desvencilhar, retirando-se do local momentos depois e se dirigindo a sua (dele) 
residência.

Conforme o apurado, enfurecido com a mordida dada pela vítima, José Luís teria retornado ao local da festa armado com uma faca. Avistando Claudimary sentada em uma cadeira, aproximou-se por trás da vítima, desferindo na mesma uma profunda facada no pescoço, causando-lhe a morte. Segundo os autos, após o crime o acusado fugiu em direção ao mato, onde permaneceu durante dois dias, sendo posteriormente preso.

Ouvido pela polícia, o acusado confessou o crime.

Tribunal do Júri - Durante o julgamento, o Conselho de Sentença entendeu que a vítima foi atingida por golpe de faca e que as lesões sofridas a levaram à morte, mas afirmaram que "o réu não concorreu para o crime, não desferindo a facada na vítima".

Assim, ante a soberania dos vereditos do Tribunal do Júri, declaro improcedente a pretensão punitiva estatal, absolvendo o acusado José Luís Ferreira Licar da conduta delitiva imputada nos presentes autos, devendo o mesmo ser colocado em liberdade, imediatamente, se por outro motivo não estiver preso, consta da sentença assinada pela juíza Laysa de Jesus Mendes.






ENTENDA O CASO 

Já está na cadeia o homem que degolou mulher em Miranda do Norte

Texto: Abimael Costa®

04/05/16

Já está preso na delegacia regional de polícia civil de Itapecuru Mirim, o assassino confesso de Maria Claudimery Martins Licar, morta com profundo golpe no pescoço quando participava de uma festa na localidade Companhia na noite do último domingo (1).

Imaginando haver se livrado da prisão, já que havia passado o flagrante, o homem identificado como Luís, e conhecido como Lili, se apresentou nesta quarta-feira (4), em companhia de um advogado na regional de Itapecuru Mirim.

O que ele não sabia é que o delegado Morita havia pedido a prisão preventiva do suspeito e a justiça prontamente atendeu a solicitação do delegado.

Ao chegar para prestar depoimento, Luis recebeu voz de prisão e foi recolhido a umas das celas da regional, onde ficará à disposição da justiça.

0 Comentarios "Acusado de degolar mulher em Miranda do Norte é absolvido pelo Tribunal do Júri"