quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Suspeito de estuprar capitã do Corpo de Bombeiros é preso em São Luís


Suspeito de estuprar capitã do Corpo de Bombeiros do Maranhão tem 14 anos, diz polícia
Suspeito de estuprar capitã do Corpo de Bombeiros do Maranhão tem 14 anos, diz polícia
O adolescente suspeito de assaltar e violentar uma capitã do Corpo de Bombeiros foi apreendido pela a polícia na tarde de terça-feira (21), em São Luís. O caso ocorreu no último dia 10 de fevereiro na residência da vítima, situada na Chácara Brasil, no bairro Turu.
Na ocasião o adolescente, de apenas 14 anos, estava armado e obrigou a oficial do Corpo de Bombeiros a voltar para dentro da residência. O suspeito amarrou a vítima e roubou vários objetos de valor, principalmente joias, e uma determinada quantia em dinheiro. Depois a estuprou e fugiu.
O caso estava sendo investigado pela a Delegacia Especial da Mulher e o adolescente estava sendo procurado pela a polícia. Imagens do circuito interno de residências da região onde ocorreu o crime ajudaram na identificação do adolescente.
O adolescente será ouvido nesta quarta-feira (22) pela Promotoria da Infância e Juventude, no Centro Integrado de Justiça Juvenil, situado na Rua das Cajazeiras, na área central da capital.
Novas ocorrências
Na segunda-feira (20) foi registrado um novo caso de estupro ocorrido no bairro Turu, em São Luís.

Segunda a polícia uma mulher, que não teve a sua identidade revelada, estava no interior de sua residência em companhia do seu filho quando dois criminosos pularam o muro e entraram pelos os fundos da casa dela.
Após anunciar o assalto, os suspeitos começaram a ameaçar a vítima com uma faca com o intuito de praticar o ato sexual forçado. Enquanto um deles vigiava a casa para que ninguém pudesse perceber a ação o outro criminoso estuprou a mulher. Após o ato sexual forçado, os dois bandidos roubaram alguns pertences da vítima e logo após fugiram sem deixar pistas.
Este segundo caso também está sendo investigado pela a Delegacia Especial da Mulher, na capital.
(Com informações do G1;MA)
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Luzimar Rodrigues