quinta-feira, 20 de abril de 2017

Baleia Azul: Garoto menor de 13 anos morre enforcado no Rio, e deixa mensagem que indiciam ter sido culpa do jogo Baleia Azul

Polícia
Muitos jovens por falta de conhecimento, ou até de um acompanhamento dos pais, tem entrado em um tipo de ida sem volta, que deram o nome de, o jogo da Baleia Azul, que tem como princípio vários desafios, que o levam a tirar a própria vida, no entanto os jovens tem que ficarem atentos a não caírem neste jogo maldito.
      Muitos são os comentários de um tipo de jogo que está se espalhando nas redes sociais, trata-se de grupos fechados, que lançam desafios usando jovens e adolescentes, segundo o que foi descoberto até agora este jogo maldito teve início na Russia, e está preocupando pais de família em todo mundo, segundo foi noticiado, Hoje (19) por volta das 16:30 um adolescente, identificado comoLean Vitor, de apenas 13 anos, se suicidou usando uma corda no pescoço.
Conforme o que foi apurado até o momento, o menino foi encontrado já sem vida pelos familiares, não esta concreto, mas, as ligações do menino com o jogo suicida “Baleia Azul” estão sendo investigadas pela polícia carioca. O que se sabe até o momento, é que o próprio menino colocou antes de sua morte em rede social a seguinte frase: “A culpa é da baleia”.
Sentindo-se com um sentimento de culpa, o seu pai relata, “se eu pudesse voltar atrás, tinha tirado o computador,” palavras do próprio pai da vítima. Em entrevista a um jornal carioca, ele afirma que já tinha visto no braço do menino uma baleia desenhada, porém não prestou atenção se foi feita com objeto cortante, caneta ou queimadura. Diz também que o filho não era depressivo, mas que era um garoto reservado, indícios fortes de que algo estranho estava acontecendo.
Também existe fortes indícios no registro de outro caso, nesta madrugada teve outro caso registrado em Belo Horizonte, onde mostra mais um caso de suicídio de um adolescente de 16 anos, que segundo apurado está ligado também ao jogo da Baleia Azul.
As características apontam algo muito em comum que liga a morte deste dois jovens, os mesmos passaram a ficar muito tempo calados, reclusos, e gastavam maior parte dos seus tempos no celular, isto indicia fortemente que os pais não vigiavam o comportamento dos filhos, principalmente nas  redes sociais, onde oferece um mundo de riquezas e aprendizados  mais também oferece um perigo constante e cheio de armadilhas para os jovens.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Luzimar Rodrigues