A TAÇA MORTAL. GARSON ASSASSINO DE ESPOSA NA CADEIA

maio 22, 2017 0

Garçom que matou ex esposa a tiros é preso três dias depois do crime no mesmo Bairro em Imperatriz

Preso nesse domingo(21), Adriano Alves de Oliveira deu detalhes de como tudo aconteceu.

Adriano Alves de Oliveira foi preso ontem, após uma denúncia. - Divulgação /Polícia Militar

IMPERATRIZ – O garçom Adriano Alves de Oliveira, que é apontado como autor doassassinato brutal da ex-mulher, Andressa Oliveira Araújo de 22 anos, preso na manhã desse domingo (21), foi transferido ainda ontem para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI). Ele foi autuado por feminicídio e homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

Ele foi apresentado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa dois dias, após o crime. Adriano foi preso em sua residência, no Parque Amazonas, mesmo bairro onde ocorreu o assassinato. Com o suspeito, que sempre esteve no bairro, a polícia apreendeu a arma usada no crime, um revólver calibre 38 e cinco munições deflagradas e uma intacta.

A prisão foi efetivada após uma denúncia. Adriano Alves foi submetido, logo após ser preso a exame de corpo de delito. Em depoimento, ele confessou o assassinato, alegando ciúmes. O suspeito disse, ainda, que comprou a arma com a intenção de matar o atual namorado da ex-mulher, com quem tem dois filhos.

De forma bastante fria, Adriano deu detalhes do assassinato, ressaltando que estava sob efeito de drogas. Após cometer o crime, ele afirmou que estava escondido numa construção abandonada, próximo ao local onde matou a ex-companheira. Como estava com fome, resolveu ir em casa, sendo preso neste momento por policiais do 14º Batalhão da Polícia Militar, que se revezavam em cerco próximo a sua residência.

Adriano e Andressa estavam separado há cerca de dois meses. Desde a separação, ala estava morando da casa da mãe, com os dois filhos do casal, um menino de dois anos e uma menina de oito meses. Segundo Adriano, a separação aconteceu no dia 31 de março e ele não se conformava com a situação.

Com desculpa de ver os filhos, Adriano foi até a casa da mãe de Adriana e após uma discussão, acabou disparando dois tiros contra a vítima. Ela correu, sendo perseguida, e dentro de casa, disparou mais três tiros à queima a roupa. Andressa morreu na hora, sem tempo de ser socorrida. Adriano fugiu logo em seguida. O crime chocou a população do no Parque Amazonas.

0 Comentarios "A TAÇA MORTAL. GARSON ASSASSINO DE ESPOSA NA CADEIA"