Radialistas e amigos prestam homenagens a Rubinho Jonnes, vítima da Covid-19

junho 13, 2021 0

Amigos, admiradores e colegas de trabalho prestaram homenagem ao locutor Rubinho Jonnes, de 57 anos, que morreu neste sábado (12), em São Luís, devido a complicações da Covid-19. Ele ficou conhecido pelo bordão “Na batida”.

Rubinho Jones era o caçula de quatro irmãos, estava solteiro, deixou um filho, e era apaixonado por rádio e música.

O locutor estava internado em um hospital particular de São Luís desde o dia 2 de junho, chegou a ser submetido a hemodiálise por conta de complicações nos rins causadas pela Covid-19, mas não resistiu e morreu na manhã deste sábado (12).

Querido por fãs e colegas de trabalho, Rubinho recebeu diversas homenagens de profissionais da área da comunicação. A TV Mirante, afiliada da Rede Globo, exibiu algumas das mensagens de colegas do profissional no JMTV 1° edição.

João Marcus, radialista da Mirante FM, lamentou a morte do amigo, e afirmou Rubinho sempre foi alto astral.

"Pessoa de muita positividade, uma pessoa que era tudo de bom, era uma pessoa “na batida” como ele falava. Ele era alto astral com sinergia e a gente fica até sem palavra, nós da Mirante FM, nós amigos que os conhecemos, mas acredito que todos os ouvintes e telespectadores. Todo mundo que conhece o Rubinho sabe a energia positiva que ele é. Que Deus guarde ele com energia que ele merece ter e vai ser guardado." disse.

O radialista Claudinho Polary, que atua na Mirante FM, conta que Rubinho deixou um legado de grandes profissionais.

"Um grande amigo, um grande parceiro, até agora não caiu a ficha. Ele deixou um legado de grandes profissionais, um cara com o coração maravilhoso, filho de Deus espetacular que vai fazer uma grande falta. É um grande amigo." lamentou.

Pedro Sobrinho, radialista da Mirante FM, também lamentou a morte de Rubinho. "Lamento agora essa perda irreparável, mas daqui a gente emana também muita luz e muita alergia", disse.

O jornalista Werton Araújo destacou que entre tantas conquistas que Rubinho teve durante a sua carreira, uma delas foi a mobilização com os fãs.

"Eram fãs que se reuniam em um grupo de aplicativo de mensagem, para não só ouvir o Rubinho no programa, mas também para se mobilizarem para fazer trabalhos sociais. Junto com o Rubinho, esses fãs faziam entregas de cestas básicas e ações para ajudar as pessoas, comemoravam aniversários, era um grupo muito unido, muitas pessoas e até nisso o Rubinho conseguiu mobilizar" afirmou.

Segundo o radialista Geraldo Castro, Rubinho amava fazer rádio. "Um cidadão extremamente na dele, extremamente voltado a fazer rádio. Ele amava fazer rádio, sempre conheci ele alegre e satisfeito e formou uma legião de seguidores como comandante o voo da 'Hora do Rush'", lembrou.

Evandro Costa, diretor da Mirante FM, homenageou o colega de trabalho. "Você trouxe um legado para o mundo, o que é ser bom, amigo é bom companheiro." disse.

O cantor e compositor César Nascimento, disse que a partida do locutor é muito triste. "É muito triste ter a partida de Rubinho tão novo ainda, com tanto ainda para nos oferecer, para nos alegrar com a sua locução, com a sua voz. Rubinho, que Deus o tenho e conforte os amigos e familiares." lamentou.

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney se solidarizou com a morte do locutor. "Peço forças para superarmos as dores de tantas vidas que estão sendo levadas por essa pandemia. Que Deus conforte a família, os amigos e fãs do querido Rubinho Jonnes. Solidarizo-me com todos!" disse.

O presidente do conselho deliberativo do Grupo Mirante, Fernando Sarney, lamentou a morte do radialista e amigo. "Rubinho é meu amigo, companheiro de trabalho, conosco no Grupo Mirante há mais de 30 anos, um exemplo de ser humano, de amigo, de companheiro, eu lamento muitíssimo. Que Deus conforte a família e os amigos. E nós da mirante vamos sentir muita a falta da alegria, do caráter e do companheirismo do Rubinho." afirmou.

Em nota, a Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) lamentou o falecimento e afirmou que Rubinho Jonnes era um dos mais prestigiados radialistas maranhenses.

A Prefeitura de São Luís também divulgou uma nota lamentando o falecimento de Rubinho.

"Rubinho era um profissional do bem, sempre alto astral, que levava informação e entretenimento aos maranhenses com maestria e humildade. Seu legado está na história do rádio maranhense. Que Deus possa confortar sua família, amigos, colegas de trabalho e seus ouvintes, que o acompanhavam todos dias na Mirante FM." disse a nota.


Carreira de Rubinho Jones

Rubinho Jones estreou na rádio Ribamar AM, por meio de uma seleção aos 15 anos de idade. Após um longo período, o radialista veio para a rádio Mirante FM, por meio de um recrutamento, onde passou 3 anos. Em 1983, Rubinho Jones aceitou o convite para trabalhar em Brasília no DF, na rádio Jornal FM, em um programa líder em audiência local, onde passou um ano.

Logo depois Rubinho Jones retornou a São Luís e para a rádio Mirante FM, para comandar o programa o Super Dance, com participação de DJs da Ilha. Dois anos depois, aceitou a proposta para ir para a Rádio Cidade, onde alcançou uma grande popularidade em São Luís.

Anos depois, o radialista retorna a Rádio Mirante FM, para apresentar o programa Salada Mista, junto com o radialista João Marcus, onde permaneceu até seu falecimento.


Por G1 MA


0 Comentarios "Radialistas e amigos prestam homenagens a Rubinho Jonnes, vítima da Covid-19"