sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Só deu pra radiola dele. Travesti taca fogo em carro de cliente enrolado.

Seis travestis foram detidas em Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (18), após incendiarem o carro de um homem que supostamente se recusou a pagar por um programa. Um vídeo mostra o grupo vandalizando o veículo. Antes de incendiarem o automóvel, elas chegam a pular em cima e, em determinado momento, arrancam, no braço, uma das portas do veículo.

Carro foi queimado na Rua João Pessoa (Foto: Arquivo Pessoal)
A confusão ocorreu no início da manhã, na Rua João Pessoa, a principal do Centro de Santos, o que deixou o trânsito completamente congestionado. Dezenas de testemunhas se reuniram para acompanhar a confusão. O homem conseguiu fugir após ter o carro abordado e não ficou ferido.

Carro foi vandalizado após cliente se recusar a pagar o programa em Santos, SP. (Foto: Reprodução/G1)

Segundo a polícia, a briga começou apenas com uma discussão. O motorista, em determinado momento, entrou no veículo e tentou acelerar, mas acabou sendo interceptado pelas amigas da travesti, que queriam evitar que o rapaz fosse embora. Em seguida, o ataque começou.

Após a fuga da vítima, que abandonou o veículo, o grupo se reuniu para destruir o carro. Uma das travestis, com um pedaço de papelão, começou a colocar fogo no veículo. As chamas rapidamente se espalharam e acabaram bloqueando o trânsito no local. O automóvel acabou sendo rapidamente consumido pelo fogo e ficou totalmente destruído.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter as chamas. O carro ficou destruído pelo fogo. Para os trabalhos, foi necessário interditar um trecho da pista, que acabou sendo liberado por volta das 8h40. O veículo já foi retirado do local.

A Polícia Militar também foi acionada e conduziu todos os envolvidos para o 1º Distrito Policial de Santos, onde foi registrada a ocorrência. Em depoimento, o homem negou que tenha feito programa com a travesti. Apesar do vandalismo, ninguém ficou ferido.


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Luzimar Rodrigues